Falando de sexo - Parte 1

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Estava me perguntando esses dias. Por que os brasileiros são tao conservadores? E ao mesmo tempo tao hipócritas? Fazemos o maior carnaval do mundo, e nesse período são distribuídas milhares de camisinhas gratuitamente, são feitas campanhas de conscientização sobre as DST's e isso e aquilo, ao mesmo tempo que todo mundo chama o outro de viado, puta e sem vergonha! Por que?

Parece que ha sempre um grande problema quando o assunto é sexo. Pior quando se trata de pessoas que gostam, vivem de sexo ou ambos, ai é a condenação! Se fala tanto de uma liberdade, de uma mentalidade mais aberta, de cada um com sua vida, mas o pipipipi é sempre igual. É vizinho falando mal de vizinho, colega de trabalho falando do outro, amigos comentando o que aconteceu na festa da ultima noite.

O cara fala que "comeu" a garota, como se isso fosse algo tao glorioso, e ainda por cima ri, difama e julga . E quando nada houve, ainda assim continua difamando para poder exaltar seu ego. É uma palhaçada.
E quando se refere às profissionais do sexo? Nossa, ai é que o caldo entorna. Você pode transar solto e adoidado, desde que seja de graça, desde que seja por amor ou por prazer, mais não por dinheiro. Se pode fazer tudo por dinheiro, menos sexo!

Se você tem uma vida sexual ativa, você é libertino, se não tem é gay ou frigida. Se fala abertamente sobre sexo, é sem pudor, dada demais, se não fala sobre sua vida intima, é fresco, entojado ou mal comida(o), se é que me entende.

Ha sempre um julgamento, um próprio preconceito que confunde as nossas mentes. Mas por que? Por que temos tanto problema com esse assunto? Por que é tão polêmico? Por que vende tanto se é algo natural da vida?

Eu penso que talvez seja essa ideia que tanto algumas religiões e a sociedade nos passa, que sexo é pecado, de que é sujo, que é improprio. Somos desde pequenos inibidos e repreendidos quando se fala nesse assunto, e talvez por isso, crescemos recriminando a liberdade sexual das pessoas e até a nossa. Não conseguimos encarar o sexo como algo saudável, como algo extremamente necessário para manutenção da vida. E que cada pessoa tem seu modo de viver esse momento e de entendê-lo.

Talvez se nós conseguirmos nos libertar de alguns tabus e monstros que criamos sobre as coisas que não temos controle, como por exemplo, a vida dos outros, de alguma forma poderemos viver melhor, sermos mais felizes e livres, não só para amar, mas para viver nossa intimidade como a desejamos, sem pensar no que é imposto, e sim no que acreditamos.

Vamos começar a refletir sobre isso, buscar aonde é que estamos falhando quando se trata de algo tao natural como a vida, e tao essencial a ela.

Até a próxima postagem, e como já dizia a canção, não se reprima!!

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Camila disse...

Isso é mesmo engraçado, no carnaval todo mundo pode soltar a franga, mas no resto do ano temos que agir como se fôssemos santos! Difícil viu!

Já curtiu?

Popular Posts

Pensamentos


"Seja feliz com o que você já tem. O resto se consegue com o tempo!"

Mariana Lüdi

"A pedra que no papel nem serve para desenhar uma reta, dentro d'água faz círculos perfeitos!"

Heráclito

"Só ha duas maneiras de viver a vida; a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse um milagre."

Albert Einstein

"Pois nada que valha a pena provar pode ser provado, nem tampouco refutado; portanto, sê sábio. Adere sempre ao lado mais ensolarado da duvida!"

Lord Tenysson


Amigos Leitores

 
"O mundo de Mari" © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions