Nossas historias - Voltando a acreditar no amor

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Oi Mari, tudo bem? Meu nome é Daniele e fico muito contente de poder dividir minha historia com vocês. Gostaria de usar meu nome verdadeiro, mas acho que acabaria expondo algumas pessoas e isso não seria bacana, né?
Bom, eu andei vendo seu blog e me senti a vontade para escrever, apesar de minha historia parecer mais aquelas cartas de amor que são lidas em programas de radio. rsrs..
Enfim, vamos la. 

Quando eu tinha 18 anos, comecei a trabalhar em um call center. La conheci varias pessoas legais, que se tornaram minhas amigas rapidamente. Dentre essas pessoas, estava um carinha muito bacana que a principio eu nem enxergava, não reparava muito. Mas acabamos nos "conhecendo" em um happy hour que fui com a turma. Naquele dia nos aproximamos muito, conversamos bastante e descobrimos varias coisas em comum.
Ele não era muito bonito, mas me encantei com o sorriso dele, e o bom humor também. Naquela coisa de deixar a conversa rolar, acabamos ficando. E sem entender como, me apaixonei no mesmo dia. Tudo indicava que ele também.

Durante duas semanas, nos falávamos sempre trocando emails, e mensagens pelo Orkut( era época que tava bombando, rs), mas sempre privadas, e ele me ligava todos os dias. Parecia um sonho. O problema era que ele tinha uma namorada, e eu não estava a fim de ser a outra. Então, marcamos de se ver e eu tive uma conversa com ele. Fui sincera e disse que queria experimentar um relacionamento sério, que mesmo sem conhecê-la me sentia mal com a situação( pois saíamos sempre depois do expediente) e que estava muito envolvida pra levar a "relação" adiante daquele jeito. Que se ele quisesse continuar me vendo teria que fazer a escolha dele. Dei uma semana pra ele pensar  E no final daquela semana ele me garantiu que terminaria com ela, pois já havia um tempo que o relacionamento não andava bem das pernas e além de tudo ele estava apaixonado por mim. Eu acreditei, e passamos a namorar.

Durante 5 meses o nosso relacionamento parecia o melhor possível, éramos muito amigos e dividíamos nossas duvidas, filosofias e opiniões. Saíamos com nossos amigos, estudávamos juntos, riamos, era divertido. Não tínhamos uma relação possessiva, eu podia sair sem ele e ele sem mim. Minha mãe achava um tanto curioso, mas eu dizia pra ela que isso era saudável. E realmente era. Muitas vezes ele dizia que precisava estudar o final de semana todo, e eu achava normal porque sei que faculdade é pesada mesmo. O curioso é que ele só foi passar o numero da casa dele, quando já estávamos com 2 meses de namoro. Mas eu distraída nem me toquei. Até que ele começou a ficar estranho, distante, e inventar desculpas pra não aparecer. E a essa altura eu me perguntava por que ele nunca me convidava pra ir a casa dele. Achava que ele tinha vergonha da aparência da casa, pois ele me dizia que era tudo muito simples e que eu as vezes parecia uma patricinha. Só que depois analisando bem não achava mesmo normal. Porque homem não liga muito pra essas coisas de aparência.

Foi então que não aguentei mais a situação e terminei com ele. Chorei muito, fiquei arrasada. Ele também chorou e dizia que não queria ter me magoado, mas estava confuso, achava que ainda gostava da outra, que era a uma na verdade. rrsrs... Foi difícil a conversa, a gente tinha uma química muito forte, e voltamos no mesmo dia. Ficamos mais uma semana, e no dia que completaríamos seis meses juntos eu terminei com ele de novo. Foi como o fim do mundo, nunca sofri tanto por um cara. Mas preferi sofrer sozinha do que ficar correndo atras dele, exigindo carinho e atenção.

Dois dias depois, decidi telefonar pra ele, para marcar de nos vermos e conversar direito, pois eu tinha terminado por telefone. Foi ai que escutei a voz de uma garota e ele falava comigo quase que por códigos, deduzi que era ela, então perguntei, vocês voltaram? E ele respondeu que sim. Meu mundo caiu, eu desliguei o telefone e só sabia chorar. Passei o final de semana todo deprimida, um trapo. Ficava só imaginando os dois juntos. Quando chegou na segunda - feira, conversei com algumas amigas do trabalho, nessa época ele não tava mais na empresa. Mas ainda tinha contato com o pessoal. Foi então que descobri achando que ele tinha voltado rápido demais com a ex, que na realidade, ele ñ tinha terminado com ela nunca, o safado namorava as duas!

Mais uma vez meu mundo caiu, e eu que já estava deprimida, fiquei ainda mais. Alguns dias se passaram e da minha depressão veio uma indignação. Enquanto eu ficava lá chorando que nem uma idiota, eles estavam lá felizes. E o descarado continuava mentindo pra mim. Em nenhum momento em nossas conversas ele confessava o que fez. Foi então que resolvi procurar uma amiga da ex atual no orkut e contar tudo. Não achava justo ele sair impune de tudo isso. Em poucos dias ele me ligou revoltado, dizendo que eu tinha destruído a vida dele, q eu era má e vingativa. Fez ameaças e me disse coisas terríveis, porém no final da conversa acabou reconhecendo o quanto errou conosco e dizendo q merecia o q estava passando. Algum tempo depois eu soube q ele estava sozinho, e a garota já estava com outro. Bem fez ela! Só q eu ñ conseguia esquecer dele, por mais q insistisse. Foi necessário vários meses pra q eu voltasse a ser eu! 

Depois disso, nunca mais quis ter nenhum relacionamento sério, ñ conseguia me apegar a ninguém, sempre q sentia q estava me envolvendo, me afastava. Achava q assim estaria segura, e ñ conseguia acreditar em homem nenhum. Fiquei quase 5 anos sem me envolver com ninguém, e até achava que jamais me apaixonaria novamente. 

Até que em 2010 fui fazer um intercâmbio em Londres e conheci um cara muito especial. Mesmo lutando contra acabei gostando dele, e namoramos todo o tempo que passei lá. Quando meu visto venceu, ele me fez a proposta, e eu ainda meio confusa mas querendo dar uma chance ao amor, aceitei me casar. 

Hoje temos 3 anos juntos, e esse ano completaremos 2 anos de casados. Estou muito feliz com ele. Acredito que o que aconteceu no passado foi uma maneira de aprendizado, pois ñ consigo me imaginar sem meu marido. Felizmente ele me fez voltar a acreditar no amor e nos homens! Hehe...  De certa forma até agradeço ao safado, pq o q ele me fez me tornou uma mulher mais forte e mais sábia! 

Espero ter conseguido resumir de maneira q vocês tenham acompanhado, essa história daria um romance  de muitas paginas. Hahaha! Mas o q qro deixar mesmo dizer, é que independente de qualquer decepção amorosa q vc possa ter tido, o amor sempre vale a pena!! Não devemos achar que porque uma pessoa te magoou todas irão fazer o mesmo.

Um grande beijo a todos!! Dani!

Acessem aqui outra linda historia!

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Anônimo disse...

Que história LINDA. Até me emocionei e fico muito feliz que vc não desistiu do amor e finalmente o encontrou! :')

Dani disse...

Obrigada flor. Não desisti e valeu a pena. :)

Já curtiu?

Popular Posts

Pensamentos


"Seja feliz com o que você já tem. O resto se consegue com o tempo!"

Mariana Lüdi

"A pedra que no papel nem serve para desenhar uma reta, dentro d'água faz círculos perfeitos!"

Heráclito

"Só ha duas maneiras de viver a vida; a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse um milagre."

Albert Einstein

"Pois nada que valha a pena provar pode ser provado, nem tampouco refutado; portanto, sê sábio. Adere sempre ao lado mais ensolarado da duvida!"

Lord Tenysson


Amigos Leitores

 
"O mundo de Mari" © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions