Filmes de Comédia - Parte 2

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

E ai pessoas, conforme prometido segue a segunda parte de alguns filmes de comédia que gosto muito. Creio que vocês os conhece, e não sera tao novo assim, porém, quero compartilhar com vocês, esses filmes e receber os comentários sobre os mesmos, já que acredito que vocês também tenham rido muito com eles.

Hoje sera uma postagem mais curta que a primeira parte, porém de muita qualidade. É hora de rir! Clique em cima do titulo para abrir o link do filme.

Escola de Rock -  Esse filme é uma delicia de filme. Engraçado, dinâmico e o melhor, puro rock in roll. Você pode assistir sozinho, com namorado, com amigos ou com sua família. Indicado para todas as idades. Assistia sempre que passava na TV.

A hora do Rush -  Um dos meus preferidos do Jackie Chan, eu também sempre assisto quando passa na TV. Gosto desse filme em especial, porque tem bastante humor e ação ao mesmo tempo. E a mistura dos dois atores também é muito boa. Amo o Chris Tucker!

Os pinguins do papai - Um dos filmes mais recentes do Jim Carey e creio que infelizmente o ultimo, esse filme além de engraçado é uma gracinha! Hehe... Gostei da mensagem do filme e o incluo na lista de uns dos melhores do Jim!

De pernas pro Ar 2 - Tão engraçado quanto o primeiro. Talvez ainda mais! kkkkk... Eu amei muito o segundo filme, é indicadíssimo para todas as idades e gostos! A Ingrid se superou. Alias o Brasil tem ótimas comédias!

Minha mãe é uma peça - Um dos filmes mais aguardados e comentados do semestre. Eu mesmo fiquei enlouquecida pra assistir, e assim que o site disponibilizou tratei de assistir! Hehe... Outro filme muito engraçado e bonito também. Super recomendado para mães e filhos. Paulo Gustavo mandou muito bem!

Bom galera é isso. Espero que apreciem, e que seu mês de agosto tenha sido maravilhoso. Se não foi, que então pelo menos termine bem e com muita comédia!! Até setembro!

Acesse aqui a ultima dica de filme!

Boicotando a si mesmo.

Faz um tempinho que venho pensando sobre como a vida de algumas pessoas parecem deslanchar, enquanto a de outras parecem estar paradas. E ha um bom tempo que analiso os resultados da minha vida comparando - os com aqueles de quem chamamos "Bem Sucedidos". E a pergunta que faço é, por que uns conseguem e outros não? Você mesmo deve ter se feito essa pergunta algumas vezes, por que ele consegue e eu não? Por que me esforço tanto e nada acontece?


Sem querer ir para o lado espiritual ou esotérico da coisa, eu acredito que seja porque as vezes nós mesmos nos boicotamos!

Por tantas vezes duvidamos de nossas capacidades e dos nossos sonhos, deixando pra trás todos os planos e possíveis conquistas que poderíamos ter pela frente. É difícil pensar que nós mesmos temos responsabilidade por algum de nossos erros e "fracassos", mas sim temos! Afinal cada escolha é uma escolha, e muda tudo ao nosso redor. 

Geralmente, procuramos achar a culpa ou o erro no outro, sendo que apesar das ações alheias refletirem em nossas vidas, a ação final é sempre a nossa. 

Então, eu penso que devemos olhar mais pra dentro de nós, e perceber onde não está funcionando. Parar de perguntar por que, e começar a pensar, como posso fazer para realizar isso ou como faço para ter aquilo. Começar a acreditar, na nossa capacidade de transformação e evolução, a acreditar nos nossos planos e objetivos. Parar de boicotar a si mesmo! 


Acreditar que você pode e merece o que tem! Isso pode ser a chave para evitar tanto sofrimento e pensamentos negativos. Ser criativo e positivo é muito importante, aprender com os erros e más escolhas também.

Deixar de invejar o outro, e alimentar a falsa impressão de que só você tem problemas, faz parte desse processo. Deixar de viver a vida de outras pessoas, e dar atenção pra si mesmo, encontrar algo que te motive e que te inspire, fará a diferença para chegar ao seu lugar ao sol.

Não é como uma receita de bolo, mas eu acredito que alguns desses passos podem nos auxiliar muito nos momentos em que pensamos em desistir, em que infelizmente acabamos prejudicando a nós mesmos. Lembre-se que somente você pode dar esse salto, somente você pode controlar sua vida e somente você pode fazê-la feliz!!


Dois Livros - Parte 2

domingo, 25 de agosto de 2013

Hoje vou falar apenas de dois livros, mas compensam por muito mais, pois são leituras extremamente diferentes, mas que tocam fundo.

A Hora da Estrela, que já citei em outra postagem, mas acabei não comentando sobre ele. Se trata de um livro muito interessante. Que te faz pensar e refletir o tempo todo. Ao mesmo tempo é de uma simplicidade que emociona. E para quem não tem muito o costume de ler ou não gosta de livros muito grossos, este é um livro rápido, mas com certeza especial. Eu o li ha alguns anos atras por causa do vestibular, porém me apaixonei. E assim que puder quero ler novamente, vale muito a pena.

Sem contar que é Clarice Lispector, com suas frases de efeito, e toda sua qualidade de escrita. Considero este um dos mais excelentes livros de nossa literatura, é o tipo de leitura que você deve ter entre sua coleção.

A Cabana - este livro é uma obra prima, o encontrei por acaso e resolvi ler, lembro de ter ouvido falar dele em algum momento, só não havia prestado muito atenção, acho. Tem uma semana que terminei de ler, e fiquei encantada. Uma historia comovente de um homem que perde a filha brutalmente. Poderia ser somente mais uma historia de drama, mas não, tem muito mais.  Tem uma série de questionamentos sobre a vida, preconceitos, fé, religião e morte.

Acreditando ou não em Deus, acredito que esse livro vai te impressionar e transformar também. É um livro que te pega pela essência, não importa quão cético ou religioso você seja. Não conheço uma pessoa que o tenha o lido e não o recomendou. Aliás, já está em projeto a produção dele para as telonas. Pois assim como outros best-seller, esse conseguiu tal posição pela propagação em massa por seus leitores. Simplesmente ma-ra-vi-lho-so! :)

Bom, pessoas, espero que gostem. Boa leitura, e não deixem de comentar e compartilhar! Beijos e até a próxima postagem!



.

Nossas historias - Medicina sem Vestibular

Ola pessoas, esta historia foi contada pelo Arthur em um grupo que participamos no FB. Achei muito interessante, e com a autorização dele, resolvi postar aqui pra vocês. Espero que possa inspirar e ajudar pessoas que como ele também queiram estudar medicina em um outro país. Vamos a historia!

MEDICINA SEM VESTIBULAR, deve ser umas das frases mais buscadas por jovens brasileiros frustrados no Google. Temos a opção de fazer em Cuba, Argentina, Bolívia, Paraguai,
Todo mundo chega lá com o mesmo sonho em fazer medicina, achando que a UBA caiu do céu, foi assim q eu cheguei aqui. Já que é federal, não tem vestibular e ainda tem até prêmio Nobel, parece até o paraíso.
Com similitudes, a minha história terminou triste, digamos... Cheguei em Buenos aires em Junho de 2011. Por intermédio de uma assessoria, cheguei ao pais de Los Hermanos sabendo dizer somente Hola! Que tal? Não pude fugir das minhas raízes tupiniquins e fui logo morar com meus conterrâneos. Buenos Aires foi amor à primeira vista... Eita cidade bunita sô!

Conheci e conheço várias pessoas que fizeram alguns anos na UBA e caíram fora, por múltiplos fatores: saudade da família, dificuldade de adaptação a faculdade, burrice, preguiça entre outros… Queria conhecer uma pessoa que se forma na UBA em menos de 9 anos, 10 anos, a média lá é essa! O lema da UBA é: aluno autodidata se forma, aluno preguiçoso fora! Porque não tem aula como no Brasil, lá o aluno tem que se virar sozinho.
No meu primeiro dia de aula na UBA, deu para perceber pela roupa que metade da minha sala era composta por brazucas. Eu achei um máximo! Poderíamos montar grupos de estudo, conversar em português e não se sentir tão sozinhos aqui.
As aulas eram relativamente boas, todas em espanhol claro mas, quem fez aula de espanhol antes, como eu, se deu bem! Eu entendia tudo e tive uma nota boa na prova, algo que eu jamais acreditava possível. Mas a saudade piorava a cada dia. E era saudade de tudo: comida, mãe, pai, irmã e cachorro! A estranheza a um povo diferente, comida sem sal e episódios de xenofobia me davam medo e força ao mesmo tempo. Os argentinos teriam que me engolir!

Conheci muitos brasileiros que não estudavam. Que nem sequer sabia do que se tratava a matéria e mentia para mim e para outros que estava estudando, que tirou dez na prova, que a professora elogiou a fluência em espanhol. Mas a máscara desses cai logo pois a professora diz nota de todos no final. Foi uma vergonha tão grande para esses que eles nunca mais voltaram a faculdade.
Malandro a gente vai encontrar em qualquer lugar, porém a metodologia de ensino de uma privada é a mesma da UBA: sem professores, aulas sendo ministradas por ajudantes, provas decoreba que inclusive você pode comprar na banca uns modelos que terão muitas perguntas iguais na sua prova. Então tem que ralar sozinho seja na UBA ou em uma particular. Mas há aqueles que não querem perder uns meses de vida "social" para ralar e passar no CBC, pois exige muito do aluno principalmente pela dificuldade do idioma. Porém há também aqueles que querem realmente e chegam determinados a estudar e aprovam!

A esperança e a certeza de que eu estava fazendo algo por um bem maior me ajudaram a suportar a saudade e as aceitar as diferenças. Mas não foram suficientes para apagar as tristezas. As outras provas revelaram quem realmente era bom e quem não estudava. Eu aprovei mas muitos dos meus amigos não. Eles estudaram o mesmo que eu, um deles até era mais aplicado e não aprovou.
Cursei outras matérias conseguintes. As aulas foram piorando e as provas ficando cada mais difíceis. Depois de passar estudando muito toda a cursada, descobri que eu não aprovei! Para mim foi um choque porque eu nunca reprovei nenhuma matéria, nem mesmo nas tantas vezes no Brasil que eu fazia provas sem ter estudado.

Daí resolvi ir para uma privada pensando que a coisa iria melhorar e que eu teria aulas com professores qualificados. O primeiro mês foi quase uma maravilha, tinha professores de Embriologia e Biologia Celular que apesar de não serem muito didáticos eram o top do top! Aprovei acima da média, um sucesso!
Até que começamos as aulas de Anatomia, Histologia que não tínhamos professores. Eram alunos de 2°, 3° e 4° ano que ministravam as aulas. Mas daquele jeito como vocês imaginam... pelos coco! Eu e meus companheiros não entendíamos nada, as notas das provas eram um horror! Muitos desistiram antes do meio do ano!

Mas... se você quiser fazer aula a noite tem jeito, alguém já viu aula de medicina a noite no Brasil? e ainda por cima, nem todo dia tem aula! Carga horaria? só na teoria queridos! Na pratica é você e libro juntos forever sentado na sua casa. Conheci uma argentina por uma amiga em comum que estudava anatomia somente pelos modelos de prova. Você acha que essa garota está preparada para ser medica? Aqui na UBA sim…porque ela já está no quinto ano! Na UBA é dividido em cátedras, é bem na sorte, se você cai em uma cátedra difícil ou em uma impossível, até prova oral surpresa tem, e se você erra... tchau!
É verdade que a Argentina, em questões de medicina humanitária, o Brasil nem se compara. Mas, também é verdade que com ideais tolos você não vai conseguir revalidar o diploma, e nem exercer a profissão no Brasil. O princípio básico da medicina, é salvar vidas, mas, não vamos ser hipócritas em dizer, que entramos no curso, dedicando tempo e dinheiro, com o intuito de trabalhar de graça.

Em níveis se ensino, as públicas da Argentina, se equiparam ao Brasil. A UBA por exemplo, é a única universidade da América Latina a ter cinco Nobel, dois deles de medicina. Minha opinião é a seguinte: Se seu objetivo for trabalhar no Brasil, e tiver condição de pagar uma particular, é melhor estudar no Brasil. A revalidação do diploma é difícil, demorada e cansativa. Muita gente desiste, e acaba por trabalhar clandestinamente no interior. O que é mais perigoso ainda, pois essa ação abre caminho para muitos vigaristas em busca de um dinheiro fácil.

Aqui a gente vai procurando conhecer pessoas que passaram o mesmo que a gente para ver a realidade de outros e tentar entender nossas frustrações, medos e perspectivas em relação a vida aqui. Falei com uma amiga essa semana e ela me disse: “Conheço muitas pessoas que estão três, quatro anos tentando revalidar, e não conseguem. Uns por incompetência da universidade que cursam, outros porque não se preparam para o exame e tem também aqueles que afirmam que a prova é injusta. Eu ainda não fiz essa prova, não o que me espera mas pedi uma amiga que estudou comigo no cursinho para avaliar umas questões que eu encontrei na internet e para ela a prova, como qualquer outra, tem suas dificuldades mas nada impossível. Então cabe a vocês julgarem…”

Mas, se seu objetivo for exercer a profissão na Europa, aí sim, faça na Argentina. Muitas faculdades têm convenio com outros países, sem contar que nos países que você precisa revalidar o diploma, nem é tanto burocrático quando no Brasil. Um médico europeu, no começo de carreira, ganha de cinco a sete mil euros, é muito mais valorizado do que no Brasil e as condições de trabalho são bem melhores. Eu mesmo estava me aventurando nessa ideia!

Hoje, eu me despido daqueles que ainda acreditam nesse presente de grego, e também dos que fizeram da minha vida aqui mais feliz. Daqui vou levar experiências para toda minha vida, pessoas incríveis e amigos para toda vida! A minha vida é mesmo no Brasil, com ou sem vestibular. É esse o país que me faz sentir mais humano e valioso! Com todos os problemas e dificuldades.
Sorte para quem se aventura a estudar na Argentina!

Para acessar a ultima historia de vida clique aqui.

Explicando a ausência!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Queridos seguidores logo teremos novas postagens! Estou com tendinite, e as vezes é difícil conseguir escrever, muita dor. Agradeço pela compreensão, e peço que continuem visitando o blog, porque tem bastante conteúdo!! Bjos e até mais!! 

Filmes de Terror - Parte 2

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

E ai galerinha que curte levar uns sustos. Essa semana vou postar cinco filmes de terror, que realmente fizeram sentido pra mim e também que eu senti medo. Ultimamente temos vistos muitos filmes do gênero que até tem uma boa historia, mas o final é totalmente sem sentido ou quando o filme todo não é todo sem sentido. Por isso, separei essa pequena lista de filmes realmente interessantes e que talvez vocês ainda não tenham assistido. Let's go!!

A Chave mestra - Dos mesmos criadores de "O Chamado", esse filme é puro suspense do inicio ao fim. Não é o tipo de filme onde você vê um monte de cenas fortes e muito sangue, mas com certeza o mistério vai te prender do começo ao fim e o final é surpreendente. Gostei muito, fiquei a noite toda pensando no filme, hehe...

Possessão - Esse filme saiu "recentemente" do cinema. Não é um filme tão chocante e assustador como o Exorcista, mas conta com uma historia diferente das contadas em filmes de exorcismo, e toca o telespectador por se tratar de uma criança. De qualquer forma, dá pra levar uns bons sustos e apesar do final ser meio fantasioso ou sei la o que, é um bom filme!

Eu sei quem me matou - Encontrei esse filme por acaso e resolvi assistir. Gostei muito. É uma historia bem envolvente, e o melhor, você fica tao confuso(a) quanto os personagens. Tem bastante suspense, e também um certo humor, já que se trata de um filme com a Lindsay Lohan. Eu particularmente gostei muito desse filme, que diferente de muitos o final faz sentido e é bem bonito!

Ecos do Além -  Para quem acredita que os espíritos podem se comunicar conosco, ou simplesmente curte essa linha de filme de terror, vai amar esse filme. Eu o assisti ha muitos anos atras e ele ainda está na minha lista de prediletos. Se trata de uma historia muito especial, de um bom enredo e de um final que vai surpreender você. Acredito que não seja um filme muito conhecido, pois que me lembro em todos esses anos só passou uma vez na TV, e eu tive um trabalho para acha -lo na locadora e aqui na net não tem muitos sites que contém ele postado. É um desses filmes que você indica sempre!

Além da Vida( After.Life) - Esse filme eu tive medo! rsrsrs... Com a lindinha Christina Ricci como protagonista, é uma historia louca e perturbadora. Até hoje ainda fico em duvida quanto a ele. Passei o filme todo agoniada, e depois não consegui dormir, hahaha... É esses filmes que mexe com a nossa mente! Espero que gostem!

Bom pessoal é isso. Espero que levem muitos sustos, e que voltem para comentar o que acharam dos filmes. Até semana que vem!

Nossas historias - Voltando a acreditar no amor

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Oi Mari, tudo bem? Meu nome é Daniele e fico muito contente de poder dividir minha historia com vocês. Gostaria de usar meu nome verdadeiro, mas acho que acabaria expondo algumas pessoas e isso não seria bacana, né?
Bom, eu andei vendo seu blog e me senti a vontade para escrever, apesar de minha historia parecer mais aquelas cartas de amor que são lidas em programas de radio. rsrs..
Enfim, vamos la. 

Quando eu tinha 18 anos, comecei a trabalhar em um call center. La conheci varias pessoas legais, que se tornaram minhas amigas rapidamente. Dentre essas pessoas, estava um carinha muito bacana que a principio eu nem enxergava, não reparava muito. Mas acabamos nos "conhecendo" em um happy hour que fui com a turma. Naquele dia nos aproximamos muito, conversamos bastante e descobrimos varias coisas em comum.
Ele não era muito bonito, mas me encantei com o sorriso dele, e o bom humor também. Naquela coisa de deixar a conversa rolar, acabamos ficando. E sem entender como, me apaixonei no mesmo dia. Tudo indicava que ele também.

Durante duas semanas, nos falávamos sempre trocando emails, e mensagens pelo Orkut( era época que tava bombando, rs), mas sempre privadas, e ele me ligava todos os dias. Parecia um sonho. O problema era que ele tinha uma namorada, e eu não estava a fim de ser a outra. Então, marcamos de se ver e eu tive uma conversa com ele. Fui sincera e disse que queria experimentar um relacionamento sério, que mesmo sem conhecê-la me sentia mal com a situação( pois saíamos sempre depois do expediente) e que estava muito envolvida pra levar a "relação" adiante daquele jeito. Que se ele quisesse continuar me vendo teria que fazer a escolha dele. Dei uma semana pra ele pensar  E no final daquela semana ele me garantiu que terminaria com ela, pois já havia um tempo que o relacionamento não andava bem das pernas e além de tudo ele estava apaixonado por mim. Eu acreditei, e passamos a namorar.

Durante 5 meses o nosso relacionamento parecia o melhor possível, éramos muito amigos e dividíamos nossas duvidas, filosofias e opiniões. Saíamos com nossos amigos, estudávamos juntos, riamos, era divertido. Não tínhamos uma relação possessiva, eu podia sair sem ele e ele sem mim. Minha mãe achava um tanto curioso, mas eu dizia pra ela que isso era saudável. E realmente era. Muitas vezes ele dizia que precisava estudar o final de semana todo, e eu achava normal porque sei que faculdade é pesada mesmo. O curioso é que ele só foi passar o numero da casa dele, quando já estávamos com 2 meses de namoro. Mas eu distraída nem me toquei. Até que ele começou a ficar estranho, distante, e inventar desculpas pra não aparecer. E a essa altura eu me perguntava por que ele nunca me convidava pra ir a casa dele. Achava que ele tinha vergonha da aparência da casa, pois ele me dizia que era tudo muito simples e que eu as vezes parecia uma patricinha. Só que depois analisando bem não achava mesmo normal. Porque homem não liga muito pra essas coisas de aparência.

Foi então que não aguentei mais a situação e terminei com ele. Chorei muito, fiquei arrasada. Ele também chorou e dizia que não queria ter me magoado, mas estava confuso, achava que ainda gostava da outra, que era a uma na verdade. rrsrs... Foi difícil a conversa, a gente tinha uma química muito forte, e voltamos no mesmo dia. Ficamos mais uma semana, e no dia que completaríamos seis meses juntos eu terminei com ele de novo. Foi como o fim do mundo, nunca sofri tanto por um cara. Mas preferi sofrer sozinha do que ficar correndo atras dele, exigindo carinho e atenção.

Dois dias depois, decidi telefonar pra ele, para marcar de nos vermos e conversar direito, pois eu tinha terminado por telefone. Foi ai que escutei a voz de uma garota e ele falava comigo quase que por códigos, deduzi que era ela, então perguntei, vocês voltaram? E ele respondeu que sim. Meu mundo caiu, eu desliguei o telefone e só sabia chorar. Passei o final de semana todo deprimida, um trapo. Ficava só imaginando os dois juntos. Quando chegou na segunda - feira, conversei com algumas amigas do trabalho, nessa época ele não tava mais na empresa. Mas ainda tinha contato com o pessoal. Foi então que descobri achando que ele tinha voltado rápido demais com a ex, que na realidade, ele ñ tinha terminado com ela nunca, o safado namorava as duas!

Mais uma vez meu mundo caiu, e eu que já estava deprimida, fiquei ainda mais. Alguns dias se passaram e da minha depressão veio uma indignação. Enquanto eu ficava lá chorando que nem uma idiota, eles estavam lá felizes. E o descarado continuava mentindo pra mim. Em nenhum momento em nossas conversas ele confessava o que fez. Foi então que resolvi procurar uma amiga da ex atual no orkut e contar tudo. Não achava justo ele sair impune de tudo isso. Em poucos dias ele me ligou revoltado, dizendo que eu tinha destruído a vida dele, q eu era má e vingativa. Fez ameaças e me disse coisas terríveis, porém no final da conversa acabou reconhecendo o quanto errou conosco e dizendo q merecia o q estava passando. Algum tempo depois eu soube q ele estava sozinho, e a garota já estava com outro. Bem fez ela! Só q eu ñ conseguia esquecer dele, por mais q insistisse. Foi necessário vários meses pra q eu voltasse a ser eu! 

Depois disso, nunca mais quis ter nenhum relacionamento sério, ñ conseguia me apegar a ninguém, sempre q sentia q estava me envolvendo, me afastava. Achava q assim estaria segura, e ñ conseguia acreditar em homem nenhum. Fiquei quase 5 anos sem me envolver com ninguém, e até achava que jamais me apaixonaria novamente. 

Até que em 2010 fui fazer um intercâmbio em Londres e conheci um cara muito especial. Mesmo lutando contra acabei gostando dele, e namoramos todo o tempo que passei lá. Quando meu visto venceu, ele me fez a proposta, e eu ainda meio confusa mas querendo dar uma chance ao amor, aceitei me casar. 

Hoje temos 3 anos juntos, e esse ano completaremos 2 anos de casados. Estou muito feliz com ele. Acredito que o que aconteceu no passado foi uma maneira de aprendizado, pois ñ consigo me imaginar sem meu marido. Felizmente ele me fez voltar a acreditar no amor e nos homens! Hehe...  De certa forma até agradeço ao safado, pq o q ele me fez me tornou uma mulher mais forte e mais sábia! 

Espero ter conseguido resumir de maneira q vocês tenham acompanhado, essa história daria um romance  de muitas paginas. Hahaha! Mas o q qro deixar mesmo dizer, é que independente de qualquer decepção amorosa q vc possa ter tido, o amor sempre vale a pena!! Não devemos achar que porque uma pessoa te magoou todas irão fazer o mesmo.

Um grande beijo a todos!! Dani!

Acessem aqui outra linda historia!

Top 10 MPB - Parte 1

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

E ai minha gente brasileira, tudo legal?

Essa semana o nosso mundo musical conta com um Top 10 bem brasileiro. Selecionei algumas cancões de MPB que aprecio por dimais, rs, e espero que vocês também apreciem. São musicas que relembram lindos e inesquecíveis momentos, relembram pessoas, lugares e situações.

Eu gosto muito desse gênero musical, acho que mistura bem nosso MIX de ritmos e traz o que tem de melhor de nossos artistas. Vamos la!!

Velha Infância - Os Tribalistas

Bete BalançoBarão Vermelho( Cazuza)

Catedral - Zélia Duncan

Dona - Roupa Nova

Fênix - Jorge Vercilo

Meu bem querer - Djavan

Palpite - Vanessa Rangel

Como eu quero - Kid Abelha

Garotos - Leoni

Fico assim sem você - Adriana Calcanhoto

Por hoje é só, até semana que vem! Ah semana que vem completo mais um ano de vida, quero presentes! rsrs... Beijo galera!


Leitura - As Brumas de Avalon

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Oi gente, tudo bem? Hoje quero falar sobre um dos meus títulos favoritos; As Brumas de Avalon( clique acima do nome para abrir os PDF's)! Além desses volumes em PDF, se preferir você pode comprar os livros em algumas livrarias ou Sebos também. Mas nos Sebos é mais difícil encontrar os 4 volumes.

Trata-se de uma estoria contada em 4 volumes. A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore - grande obra de Marion Zimmer Bradley -, que reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas. A autora levou 20 anos para terminar os livros. E é tão mágica e tão intensa que você acaba acreditando que essa estória realmente aconteceu.

Ela é vibrante, ardente em seus amores e em suas fidelidades, e acima de tudo, mostra o conflito entre o cristianismo, representado por Guinevere, e da velha religião de Avalon, representada por Morgana.
Ao acompanhar a evolução da história de Guinevere e de Morgana, assim como dos numerosos personagens que as cercam, acompanhamos também o destino das terras que mais tarde seriam conhecidas com Grã-Bretanha. É uma oportunidade de perceber como a religião cristã foi responsável pela transição do matriarcado ao patriarcado. Como a visão machista foi ganhando força na mesma proporção que o cristianismo foi dominando a sociedade daquela época.

As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo tempo real e lendária – desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada.

Eu simplesmente amei essa leitura! Sei que também tem um filme, mas ainda não o assisti. Creio que não deva ser muito fiel aos livros, até porque são quatro volumes, e não caberiam em apenas uma ou duas horas de filme. De qualquer modo, é interessante que tenha também essa versão da história do Rei Arthur representada pela sétima arte!

Bom, por hoje é só, até a próxima #dicadeleitura e apreciem sem moderação!

Cinema Brazuca - Parte I

Ola galera, essa semana teremos um especial de filmes brasileiros. Embora muita gente não
valorize nossas produções, eu continuo apostando no cinema nacional. Acredito que quando entendermos nosso cinema, passaremos a gostar mais.

Essa seleção se trata de cinco filmes que eu já assisti e gostei muito. Vou comentar brevemente cada um, e para assistir os que não estão postados aqui, é só clicar no nome para abrir o link.

Meu nome não é Johnny - Acredito que muitos de vocês viram a esse filme. Mas para aqueles que não viram por algum motivo ou simplesmente porque é da turma dos que odeiam filmes nacionais, eis o momento de abrir um pouquinho a cuca e dar uma chance. Eu adoro esse filme, acho a historia interessante e muito bem desenvolvida. Mostra que o cinema brasileiro, a seu modo é também criativo e rico.

Salve Geral - Ha algumas semanas eu assisti a esse filme e me impressionei. Afinal a historia é baseada em um dos ataques do PCC ao estado de SP, e eu ainda morava no Brasil nessa época. Quando vi o filme, as lembranças foram vindo a tona, e muita coisa começou a fazer sentido. Realmente muito bom. Andréa Beltrão deu um show.


Assalto ao Banco Central -  Filme baseado numa historia real. Cara, se você gosta de boas historias e de açao, vai amar esse filme. Sinceramente, uma das melhores produções nacionais que assisti até hoje. Vale muito a pena ver e rever!


5x Favela - Esse filme é uma obra quase que independente, que assisti ha algum tempo e também me agradou. São cinco historias diferentes, todas com boas lições de vida. Mostra bem a realidade de muitos jovens brasileiros e como as boas escolhas sao importantes na vida.


Verônica - Esse filme é do ano de 2009. Eu o assisti na TV não tem muito tempo. E achei maravilhoso. Uma historia cheia de ação e ao mesmo tempo dramática e tocante. Tenho certeza de que vá agradar você de uma forma ou de outra.

Bom, é isso. Espero que tenham gostado, e se você ja assistiu deixe aqui sua opinião. Logo teremos a parte dois, e se desejar sugerir algum filme fique a vontade. Beijos e até semana que vem!

Falando de sexo - Parte 1

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Estava me perguntando esses dias. Por que os brasileiros são tao conservadores? E ao mesmo tempo tao hipócritas? Fazemos o maior carnaval do mundo, e nesse período são distribuídas milhares de camisinhas gratuitamente, são feitas campanhas de conscientização sobre as DST's e isso e aquilo, ao mesmo tempo que todo mundo chama o outro de viado, puta e sem vergonha! Por que?

Parece que ha sempre um grande problema quando o assunto é sexo. Pior quando se trata de pessoas que gostam, vivem de sexo ou ambos, ai é a condenação! Se fala tanto de uma liberdade, de uma mentalidade mais aberta, de cada um com sua vida, mas o pipipipi é sempre igual. É vizinho falando mal de vizinho, colega de trabalho falando do outro, amigos comentando o que aconteceu na festa da ultima noite.

O cara fala que "comeu" a garota, como se isso fosse algo tao glorioso, e ainda por cima ri, difama e julga . E quando nada houve, ainda assim continua difamando para poder exaltar seu ego. É uma palhaçada.
E quando se refere às profissionais do sexo? Nossa, ai é que o caldo entorna. Você pode transar solto e adoidado, desde que seja de graça, desde que seja por amor ou por prazer, mais não por dinheiro. Se pode fazer tudo por dinheiro, menos sexo!

Se você tem uma vida sexual ativa, você é libertino, se não tem é gay ou frigida. Se fala abertamente sobre sexo, é sem pudor, dada demais, se não fala sobre sua vida intima, é fresco, entojado ou mal comida(o), se é que me entende.

Ha sempre um julgamento, um próprio preconceito que confunde as nossas mentes. Mas por que? Por que temos tanto problema com esse assunto? Por que é tão polêmico? Por que vende tanto se é algo natural da vida?

Eu penso que talvez seja essa ideia que tanto algumas religiões e a sociedade nos passa, que sexo é pecado, de que é sujo, que é improprio. Somos desde pequenos inibidos e repreendidos quando se fala nesse assunto, e talvez por isso, crescemos recriminando a liberdade sexual das pessoas e até a nossa. Não conseguimos encarar o sexo como algo saudável, como algo extremamente necessário para manutenção da vida. E que cada pessoa tem seu modo de viver esse momento e de entendê-lo.

Talvez se nós conseguirmos nos libertar de alguns tabus e monstros que criamos sobre as coisas que não temos controle, como por exemplo, a vida dos outros, de alguma forma poderemos viver melhor, sermos mais felizes e livres, não só para amar, mas para viver nossa intimidade como a desejamos, sem pensar no que é imposto, e sim no que acreditamos.

Vamos começar a refletir sobre isso, buscar aonde é que estamos falhando quando se trata de algo tao natural como a vida, e tao essencial a ela.

Até a próxima postagem, e como já dizia a canção, não se reprima!!

Minha vida de estrangeira - Parte 2

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

E ai galera tudo bem? Como havia prometido, segue a segunda parte da postagem, Pra quem não leu a primeira parte, leia aqui. :)

Bom, hoje tirarei algumas duvidas que muitas pessoas tem quanto a vida no exterior: o tal preconceito Vamos la?

Ha alguns dias atras, participei de uma entrevista no Blog Café com Amigas, e notei que como alguns amigos, conhecidos e algumas leitoras tinham duvidas sobre o preconceito que muitas pessoas dizem ter sofrido ou sofrem quando estão fora do país. E sim, ele existe.

Aqui na Suíça tem pessoas de todo o mundo. E diferente do que muitos acham, tem pessoas negras. Claro que em sua maioria estrangeiros e descendentes desses estrangeiros. Mas de qualquer modo existe, não é um país só de brancos e louros como muitos pensam.

Eu já vi africanos serem vitimas de preconceito, mas meio por generalização. Existem muitos africanos que entram na Europa para traficar. E por isso a policia esta sempre de olho neles, as vezes injustamente. É complicado. Os albaneses, turcos, croatas, libaneses e entre outros dessa mesma região, também são alvos desse mesmo preconceito, muito porque a maioria deles praticam vandalismo e violência contra a mulher. Acabam por serem mal vistos pelo povo suíço e confesso que muitas vezes com razão.

Agora falando de mim. De uma maneira geral, eu não sofro muito preconceito, já ouve episódios isolados que me deixaram um pouco chateada. Porém, eu sofri muito mais preconceito e discriminação no Brasil. O que percebo, é que ha um preconceito muito maior por eu ser brasileira, do que negra. Talvez porque na mentalidade européia a mulher brasileira é sinônimo de sexo, infelizmente. Então, acabo muitas vezes arrancando olhares duvidosos quanto a minha estadia aqui, e quando estou com meu marido, sinto que eles duvidam da veracidade da nossa união. Acreditam que estou aqui, porque quero viver na Europa, pra tirar vantagens do país deles. Isso me incomodava muito antes, mas agora tenho tentado ignorar.

Outro fator que ajuda na discriminação é você não saber o idioma. Os cidadãos mais velhos, as vezes tem um pouco de impaciência quanto a isso, e algumas pessoas acabam te tratando mal, justamente porque você não consegue entender o que dizem e assim não tem como retrucar. Quanto a questão de emprego, eu acredito que não haja problema desde que você fale bem o idioma e tenha qualificações, é algo que ainda não posso falar com propriedade porque ainda não comecei efetivamente a procurar emprego por aqui. Porém, no trabalho do meu marido tem pessoas de varias nacionalidades, e em todo canto que vou, sempre vejo estrangeiros trabalhando.

Enfim, acredito que seja algo muito particular. Todo lugar tem pessoas preconceituosas ou mesmo racistas. Acredito ser mais uma questão de mentalidade e educação. É o tipo de coisa que somente o tempo pode mudar e melhorar.

Eu simplesmente procuro não focar nisso, deixar rolar. Sou do tipo, pensem o que quiserem, o importante é o que eu penso e sei sobre mim. Mas posso dizer com bastante alegria, que em geral o povo suíço não é racista e pouco preconceituoso, afinal preconceitos até eu tenho. Penso que o problema maior é mais na questão econômica e trabalhista do que propriamente por preconceito ou racismo. Porém, esse é um assunto que ficará para uma próxima postagem.

Espero ter respondido as duvidas e caso tenham alguma não esclarecida ou alguma com outro tema é só deixar nos comentários que respondo com maior agrado.

Fiquem com Deus e até a parte 3!

Acessem aqui a entrevista. Beijos!



Top Shows - Parte I

Ola pessoas bonitas! Como estão?
Essa semana indicarei 5 shows muito bons, quais valem a pena assistir. Infelizmente ainda não pude assistir ao vivo ainda e alguns nunca poderei ver.
É uma seleção bem pessoal, mas acredito que pelo menos um deles sera do gosto de vocês. Então prepara ai!

Scorpions - Moment of Glory - Pra quem curte rock e/ou é fã da banda, esse concerto foi muito bonito, principalmente por causa da orquestra. Com certeza uma linda combinação de guitarras e violinos. Vale a pena ver.



Charlie Brown Jr.-  MTV Acustico - Gostei muito desse acústico  Muitas musicas conhecidas deles tocadas de uma forma diferente e unica. Uma boa pedida para tocar no carro ou em um Happy Hour com os amigos. E um acalento para os inúmeros fãs desse grande artista( Chorão) brasileiro que nos deixou tão cedo!

Natiruts - Natiruts Reggae Power - Nossa não me canso de assistir a esse show. Passei a conhecer e curtir muitas musicas deles depois de ver esse "DVD". Com certeza merecedores do sucesso que fazem. Pra quem curte um Reggae nacional, vale a indicação!



Black Eyed Peas - Show em LA - O B.E.P. é um grupo que aprecio muito. Embora não seja muito fã de Black ou Hip Hop, aprecio o som deles, e aprecio também o fato de em todos esses anos eles continuarem juntos. Algumas canções gosto mais outras nem tanto. Mas esse show, é muito bom, com direito a vários efeitos especiais e ainda discotecagem do Will I Am. 



Michael Jackson- Dangerours Tour Live in Bucharest - Ah esse é o meu show preferido do MJ. Muito criativo e lindo de se ver. Em todos os shows que  assisti( ao vivo ou não  nunca vi um publico tao enlouquecido e emocionado como esse. Além disso tem o fato das musicas serem todas maravilhosas e contagiantes. Gostando ou não do Michael você vai amar esse show. Mistura de dança, interpretação e muito mais! Não ha como negar que ele seja o Rei do Pop! Amo!



Gostou? Deixe seu comentário é de graça! Rsrs.. Até semana que vem!

Para acessar a ultima postagem clique aqui.

Selo - THe Versatille Blogger

sábado, 3 de agosto de 2013

Ola galera, olha só essa postagem é não exatamente do tipo que costumo fazer, mas tradição é tradição!
Eu ganhei um selo, recebido por um seguidor que também é blogueiro( por sinal muito bom). Então Segue o selo e a postagem!

De acordo com as regrinhas dessa tradição devo:

- Indicar quem me deu o selo
- Falar sete coisas sobre mim
- Indicar 15 blogs

Caraca, sera que conheço 15 blogs? Ha...

Acho que sim! Hehehe...

Quem me deu o selo foi o querido CR, um dos meus primeiros seguidores, O blog dele é esse aqui.

Sete coisas sobre mim:
  1. Odeio correntes de redes sociais. Participo apenas se forem muito interessantes ou se um grande amigo me pedir( e olhe la). 
  2. Treinei ginastica artística por 8 anos.
  3. Meu time do coração embora eu esteja revoltada e decepcionada com o futebol é o Soberano! Hahaha... SPFC - Vamo tricolor paulista! 
  4. Eu ainda tenho conta no orkut. Kkkkkk....
  5. Gostaria de voltar a fazer teatro e cantar em coral ou numa banda de rock..
  6. Acredito em etês, espíritos, na lei da atração e abraço arvores. Sim sou meio pirada! kkkk...
  7. Sou contra o sistema de cotas( um dia falarei sobre isso aqui no blog).
Indicando 11 Blogs! 

Esses 6 primeiros ja estao lincados aqui. No widget Mari Indica.

A Arte do Sabor com Rubens França
Andrea João
Café com Amigas
Orgulho Feminino
TV Vampire
Vida De Um Adolescente Gay

Os demais:

Olhos Mofados, Escritores sem Fronteiras, Eu Minimalista, Sem Pudor e Esmaltes de Diva.


É isso ai galera. Para quem esta recebendo o selo siga a tradição e faça uma postagem como essa. E para quem não recebeu, pode colar o selo, e passar para quem quiser. 


Até a proxima!!



Já curtiu?

Popular Posts

Pensamentos


"Seja feliz com o que você já tem. O resto se consegue com o tempo!"

Mariana Lüdi

"A pedra que no papel nem serve para desenhar uma reta, dentro d'água faz círculos perfeitos!"

Heráclito

"Só ha duas maneiras de viver a vida; a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse um milagre."

Albert Einstein

"Pois nada que valha a pena provar pode ser provado, nem tampouco refutado; portanto, sê sábio. Adere sempre ao lado mais ensolarado da duvida!"

Lord Tenysson


Amigos Leitores

 
"O mundo de Mari" © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions