Reflexão - Sexo e as Negas

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Olá pessoas queridas. Essa semana, quero destacar a série tão polemizada de Miguel Falabela. Eu como fã de séries( inclusive das nacionais), não poderia deixar de dar minha opinião e crítica. Então, vamos lá!

Já há algumas semanas tenho observado o "zum - zum - zum" que anda rolando nas redes sociais sobre a série. Em sua maioria, com críticas e comentários negativos, isso porque o primeiro episódio só foi ao ar essa semana. E até por isso, que deixei para comentar a respeito, queria assistir primeiro, e poder tirar minhas próprias conclusões.

E como primeira impressão, posso afirmar que gostei muito. Para quem não sabe, "Sexo e as Nega" é inspirada na versão original norte - americana "Sex and the City" que durou 6 temporadas e depois teve 2 filmes lançados baseado nas mesmas. Foi um grande sucesso que ganhou o mundo.

Na versão do "Miguelito", contamos com as maravilhosas atrizes Karin Hils, Corina Sabbas, Lilian Valeska, Maria Bia, entre outras maravilhosas em papéis secundários, como a querida Cláudia Jimenez que depois de tanto tempo, retorna à TV. E para eu, que acompanho a série original e já assisti aos dois filmes, consegui perceber a semelhança.


A polêmica foi sobre o fato de serem 4 protagonistas negras, que ao contrário da série original, vivem em uma comunidade e tem profissões comuns. E ao fato da super exposição de seus corpos, como se a mulher negra apenas representasse isso.

Acontece que essas pessoas que tanto estão polemizando o enredo de Miguel, talvez não tenham o real conhecimento da série original, ou tão pouco entende, que essa não é uma cópia, e sim inspirada. Que a série se passa no Rio de Janeiro, não em New York, que a maioria das mulheres negras do nosso país ainda são moradoras da periferia, ainda tem subempregos, que nossa realidade é diferente da realidade norte americana.

Que só o fato de ser uma série com 4 protagosnistas negras, já é algo a se comemorar. Que o tema da série, assim como a que a inspirou, é a relação de 4 amigas, que mesmo na correria do dia-a-dia, e da busca pelo reconhecimento profissional, não as impede de curtir a vida, de desejar e querer se relacionar com alguém, independente de ser uma relação sexual ou de amor.

Que hoje as comunidades do RJ estão super em alta. E eu com minha humilde visão de mundo, simplesmente amei a adaptação do Miguel para nossa realidade, para o que é a nossa cultura e o nosso modo de viver. Poderia ser mais 4 protagonistas brancas, desempanhando papéis de mulheres bem-sucedidas com seus carrões, e ninguém falaria nada, ou simplesmente "caíriam de pau", só para contrariar.

Comparando, as duas versões, afirmo que elas possuem semelhanças. Entretanto, é cedo para julgar, pois só tivemos um primeiro episódio. E assim como em Sex and the City que durou seus 6 anos, muitas coisas estarão por vir, e as personagens tendem a mudar e a crescer. Quem pode dizer que daqui para as próximas temporadas, nossas personagens não irão se tornar mulheres de negócios, ricas, realizando seus sonhos? Acho muito cedo para julgar e fazer tanto alarde!

Enfim, vamos acompanhar e esperar por mais. Eu como mulher negra, não me incomodo e tão pouco vejo uma desvalorização de minha etnia. Ao contrário disso, fico feliz em saber que aos poucos a mídia está nos abrindo espaço.

Fico por aqui, pois o texto ficou mais longo do que eu pretendia, apesar de não ter escrito todas as minhas colocações. Nos "vemos" numa segunda parte. Hehe. Para quem não gostou da ideia da série, ou mesmo tendo assistido mantém a opinião negativa, é simples: não assista. Para quem ficou curioso e deseja no mínimo dar uma chance. Acesse o link aqui, para assistir alguns vídeos.

Até a próxima postagem. Siga nas redes sociais e se inscreva no canal. Beijos! :)

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Já curtiu?

Popular Posts

Pensamentos


"Seja feliz com o que você já tem. O resto se consegue com o tempo!"

Mariana Lüdi

"A pedra que no papel nem serve para desenhar uma reta, dentro d'água faz círculos perfeitos!"

Heráclito

"Só ha duas maneiras de viver a vida; a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse um milagre."

Albert Einstein

"Pois nada que valha a pena provar pode ser provado, nem tampouco refutado; portanto, sê sábio. Adere sempre ao lado mais ensolarado da duvida!"

Lord Tenysson


Amigos Leitores

 
"O mundo de Mari" © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions