O Lado Bom da Vida

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Olá queridos leitores. Essa semana apresento-lhes uma estória muito bacana, motivadora e emocionante de se ler. O livro que virou filme, e tem conquistado milhares de fãs por todo o mundo. Antes porém de começar essa resenha, tenho que confessar que não o li, assisti ao filme. Mas pelo que pesquisei, não foge muito do enredo original, sendo igualmente belo. Dito isso, vamos lá!

Bom, falando um pouquinho da estória, é um drama misturado com comédia e romance, que promove algumas reflexões sobre a vida, convivência com as pessoas, sonhos e expectativas. Apresenta momentos dramáticos, alguns de loucura e tensão, e sobretudo também cenas bem cômicas e naturais.

Os personagens principais são uma delícia! Risos. Ao mesmo tempo que são agressivos e intolerantes, devido às condições psicológicas dos mesmos, são de um desconcertante carisma, que cativa logo de primeiro momento. Ao longo da estória você se envolve, se irrita com algumas atitudes, se intriga com a naturalidade das palavras sinceras deles, com a forma como eles encaram o mundo e dizem o que querem dizer doa a quem doer.


Por fim, é um livro/filme inspirador em todas as suas formas. Te emociona, te faz rir e te faz pensar! Super recomendo. Leia o livro clicando aqui. No link tem algumas opções de leitura e download para PC e celular. Agora se não for muito de leitura, ou queira prestigiar o trabalho da talentosa Jennifer Lawrence e do lindo Bradley Cooper, entre outros atores maravilhosos, assista ao filme aqui.

Caso já tenha lido o livro ou assistido ao filme, deixe seu comentário dizendo o que mais gostou, o que te chamou atenção, etc e tal. SÓ CUIDADO COM OS SPOILERS! :)

PS. Se quiser indicar algum livro para resenha, ou enviar sua própria, comente indicando o nome ou envie por aqui. Até a próxima resenha!

GIF DVDs - 560x70

Justiça ou Selvageria?

quinta-feira, 24 de abril de 2014


Qual é o seu pensamento sobre fazer "justiça" com as próprias mãos? E se fosse um parente seu espancado e amarrado a um poste? Assista ao vídeo abaixo, reflita e comente.

Uma sociedade que encontra na violência um meio para justicar mais violência, não poderia estar mais equivocada. Esses são meus pensamentos sobre o tema, não quer dizer que seja verdade, ou tão pouco que eu esteja certa, apenas uma esboço de reflexões que minha mente barulhenta anda fazendo.


O Racismo nosso de cada dia

Quando era criança aprendi logo o que era preconceito, racismo e discriminação. Não lembro exatamente qual a idade em que me dei conta de que eu era diferente, e por ser diferente eu deveria me sentir inferior. Mas lembro bem dos apelidos quais eram destinados a mim e a todos meus colegas de pele negra. E foi no lugar que eu deveria ser educada, que eu aprendi da maneira mais cruel o que era a discriminação.

Eu não lembro de minha mãe falar de maneira negativa sobre nossa cor de pele, ou mostrar se sentir inferior aos outros porque era negra. Minha mãe sempre correu atrás das coisas, tratou de fazer um curso e se profissionalizar para ter mais chances de um emprego melhor. Prestou concurso e passou. Não recordo dela se queixar das coisas serem difíceis porque éramos negras, as coisas eram difíceis porque éramos pobres.

E apesar de minha mãe não ter nos ensinado a ser negativas quanto a nossa cor de pele, ou a proferirmos palavras racistas, minhas irmãs e eu aprendemos. Na rua, na escola e em todo lugar aonde passavámos.

Eis abaixo o discurso de Lupita Nyongo num evento que ela participou depois de ter ganho o Oscar. Ela ganhou como melhor atriz coadjuvante este ano. Fez um lindo discurso na ocasião, incentivando as pessoas a não desistirem de seus sonhos.

O discurso dela foi como uma conexão telepática. Pois como ela, várias vezes eu me senti feia ou inferior por ser negra, como ela, várias vezes eu rezei pedindo a Deus pra ser branca, várias vezes eu quis ter nascido branca. Tudo para poder me sentir normal e bonita. Várias vezes eu procurava alguém pra me identificar, e não tinha. Nem na TV, nem nas revistas, muito menos na escola.

Hoje eu vejo o racismo continuar sendo propagado. Todas as vezes que chamam os cabelos de pichaim, vassoura, e insistem para que as mulheres brasileiras destruam sua herança africana, nossa origem os alisando a todo custo. Todas as vezes que riem de nossos traços, que os ridicularizam e nos impõe padrões que não são os nossos.

Quando deixam de adotar uma criança porque ela é negra. Quando invadem as periferias sem nenhum critério, porque não passam de negros favelados, quando negam educação, saúde e segurança. Quando vulgarizam nossos corpos chamando nosssa pele de "A cor do pecado".

Quando acham que só porque o cara é negro ele é burro ou é bandido. Quando nos chamam de macacos, como se cientificamente a humanidade não tivesse advindo deles, ou de "neguinhos", como se ser negro fosse um defeito.

Não adianta dizer que você não é racista, quando tudo o que você faz ou diz remete a isso. Consciente ou inconsciente, toda vez que propagamos tais pensamentos ou ações, estamos praticando o racismo nosso de cada dia!

Greatest Hits - Rock

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Olá pessoas. Faz tempo que não posto nada sobre música aqui. Mas essa semana quero postar para vocês 3 álbuns completos de bandas que aprecio bastante no mundo do Rock. Se vocês quiserem baixar no seu PC, é só acessar essa Postagem que tem dois links de programas para download direto do youtube em MP3.

Espero que curtam as bandas assim como eu, e se quiserem fazer algum pedido de música para colocar na playlist ao lado, é só deixar no comentário.

Guns and Roses Full Album - Esse disco foi lançado em 2004. Guns esteve esse ano no Brasil fazendo alguns shows, e tem sido umas das bandas mais bem sucedidas no estilo Hard Rock desde seu surgimento na década de 80. Segue a lista com o nome das músicas.

Tracklist:
1. Welcome to the Jungle, 2. Sweet Child O'Mine, 3. Patience, 4. Paradise City5. Knockin' on Heaven's Door, 6. Civil War, 7. You Could Be Mine, 8. Don't Cry (original), 9. November Rain, 10. Live and Let Die, 11. Yesterdays, 12. Ain't it Fun [NOT INCLUDED], 13. Since I Don't Have You e 14. Sympathy for the Devil.



Red Hot Chilli Peppers - Gosto muito dessa banda, foi uma das primeiras que curti, quando comecei a gostar de rock. Segue a lista.

Tracklist
00:00 Under The Bridge, 4:32 Give It Away, 9:17 Californication, 14:47 Scar Tissue, 18:23 Soul To Squeeze, 23:13 Otherside, 27:29 Suck My Kiss, 31:04 By The Way, 34:42 Parallel Universe, 39:09 Breaking The Girl, 44:05 My Friends, 48:14 Higher Ground, 51:36 Universally Speaking, 55:52 Road Trippin', 59:18 Fortune Faded, 1:02:40 Save The Population



The Best of Radio Head - Disco 1 - Radio Head é uma banda mais "alternativa", nem todo mundo que curte rock gosta, ou gosta de apenas algumas músicas. Eu aprecio bastante, principalmente por causa das distorções. E apesar das letras serem meio sem sentido, considero uma das melhores bandas de rock da atualidade.

Tracklist
1. "Just" (from The Bends) - 0:00 2. "Paranoid Android" (from OK Computer) - 3:54 3. "Karma Police" (from OK Computer) - 10:21 4. "Creep" (from Pablo Honey) - 14:46 5. "No Surprises" (from OK Computer) - 18:43 6. "High and Dry" (from The Bends) - 22:32 7. "My Iron Lung" (from The Bends) - 26:50 8. "There There" (from Hail to the Thief) - 31:26 9. "Lucky" (from The Help Album and OK Computer) - 36:4810. "Fake Plastic Trees" (from The Bends) - 41:07 11. "Idioteque" (radio edit) (originally from Kid A) - 45:59 12. "2 + 2 = 5" (from Hail to the Thief) - 50:37 13. "The Bends" (from The Bends) - 53:56 14. "Pyramid Song" (from Amnesiac) - 58:01 15. "Street Spirit (Fade Out)" (from The Bends) - 1:02:51 16. "Everything in Its Right Place" (from Kid A) - 1:07:05



Acesse aqui o Disco 2.

Gostou da lista? Então compartilhe e deu seu curtir! Até a próxima!

Inserindo Postagens Relacionadas

terça-feira, 15 de abril de 2014

Bom galera blogueira, eis aqui mais uma dica para você usar no seu blog. Resolvi compartilhar com vocês esses dois tutoriais, pois nada melhor para manter o leitor no seu espaço do que as postagens relacionadas. E isso também ajuda a organizar o layot.

Nas minhas pesquisas sobre o assunto, a maioria dos tutorias e dicas me levaram até o site do LinkWithin, que é super fácil de usar e tals, mas não funciona em todos os modelos do blogger. Eu passei um dobrado tentando fazê-lo funcionar aqui no Mundo de Mari.

Era frustrante ler nos comentários que funcionou nos blogs dos outros, mas no meu não funcionada de jeito nenhum. Enfim, ele é ideal para quem não manja muito de HTML ou que queira algo fácil e rápido. Acesse aqui o tutorial para LinkWithin. É provável que ele "pegue" no seu blog.

Agora caso não funcione, ou você queira algo um pouquinho mais personalizado, então assim como eu opte pelo tutorial das meninas do "Eu, Minimalista". Elas mesmo desenvolveram os códigos, e simplesmente ficou lindo. Se adapta a qualquer modelo e cor que você tiver no seu blog. Ele é em HTML, portanto, cuidado quando for aplicar. Acesse aqui o tutorial completo. Eu fiquei muito feliz quando funcionou e muito agradecida!

Espero que tenham gostado da dica e que algum dos dois tutoriais funcionem. Até a próxima!

Mulheres Machistas - Parte 2

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Tinha prometido uma segunda parte. E eis aqui a continuação. Para ler a primeira parte, clique aqui. Minha intenção não é culpar alguém, muito menos nós mulheres. O que desejo é que você mulher, faça uma reflexão sobre o machismo, sobre essa sociedade patriarcal, na qual o homem pode tudo, e nós mulheres, quase nada!

Uma sociedade na qual a vítima é culpada pelo abuso sofrido, onde se vestir como você deseja representa uma culpa oculta, falar o que pensa te faz revoltada, escolher com quem sair te faz imoral. Entre outras coisas, essa sociedade machista, qual muitas vezes você defende, propaga todos os dias pensamentos como estes. E eles jamais serão favoráveis para nós mulheres principalmente, mas como um todo para a própria sociedade.

Eu não estou dizendo que você deva se tornar feminista, mas claramente poderia. Ou ao menos apoiar os movimentos e não criticar destrutivamente a forma de protesto de algumas feministas. Não estou dizendo que eu sou a dona da razão, e que você nâo tenha o direito de opinar sobre o que você pensa, mesmo que seu pensamento e sua opinião muitas vezes reflita a criação machista que você certamente recebeu.



Estou dizendo, ou melhor, defendendo a minha visão sobre as coisas que vejo, ouço e leio todos os dias e quase me fazem pirar! Não entendo por que ao invés de você uma mulher que sofre todos os dias com as atitudes machistas da sociedade defender nossa liberdade e direitos, prefere ficar julgando e apontando o dedo para outras mulheres,

Outro dia, vi no Twitter uma mulher dizendo que não iria curtir o carnaval porque não era vadia. Eu respondi questionando - a se curtir o carnaval significava ser vadia, que existem muitas formas de aproveitar o carnaval, e que o comentário dela era julgador e machista. Ela disse que era a opinião dela, mas não argumentou de nenhuma forma esse ponto de vista.

Assim como vejo várias postagens super machistas e preconceituosas no FB de mulheres que não querem ser julgadas, mas se sentem no direito de julgar outras. De mulheres defendendo essa ideia absurda que a roupa curta ou decotada é motivo de abuso, e de outras criticando os protestos na internet com as fotos escritas "NÃO MEREÇO SER ESTUPRADA".

Quando eu digo que a mudança deve acontecer em nós mulheres, é algo extremamente sério. Se você não muda sua forma de pensar, agir e educar, a sociedade vai continuar a mesma. Pois nenhuma pessoa nasce racista, homofóbica ou machista, ela aprende a SER!

Trilogia 50 Tons - Clichê de primeira!

Bom galera, antes de mais nada, esta é a minha opinião. Não quer dizer que seja a verdade, só quer dizer que eu vejo diferente de você. Se você se ofender, não posso fazer nada. Isso só vai provar que talvez eu tenha alguma razão.

Enfim, comecei a ler a trilogia em março. Minha intenção era lê-los em 15 dias, mas cara, não deu!

O primeiro é praticamente um filme pornô, não pelas cenas eróticas, mas pelas repetidas e massantes cenas de sexo. O segundo é menos pornô, um pouco mais de coerência e diálogo, entretanto a mulher enrola quase 600 páginas, parece novela quando tem que ser esticada, e o autor fica lá colocando um monte de enche linguiça. Agora o último tem 900 páginas, e até agora, não teve nada de novo ou de diferente dos outros dois. Já li mais de 500 páginas, e ainda tô esperando alguma coisa interessante. Eu fico preste a largar a leitura a cada capítulo, mas vou ler, porque não posso deixar o livro me vencer. Ahuahuahua.

O que mais eu nâo suporto, é o tanto que a tal Ana( personagem principal) fica venerando o cara. Parece que nunca viu um homem bonito e gostoso na vida! Sem contar que a garota foi toda vida virgem, nunca se importou com homens, nunca nem se masturbou aos 21 anos,  e de repente vira uma insaciável por sexo!

Todos os livros tem a mesma linha de escrita, e em toda a estória, há repetitivos e massantes diálogos sem sentido, com várias anuências machistas e todo capitulo tem no mínimo 2 cenas de sexo. É uma relação em que tudo se resume a sexo.

Sempre que parece que a estoria vai esquentar, no sentido de ficar interessante, fica brochante de novo. Aí na ultima página ela coloca um pitada de "mistério" pra você ter que ler o próximo livro. Sério eu queria entender como essa trilogia virou bestseller. Eu imaginava outra coisa, outra temática e outra abordagem. Um conteúdo completamente diferente.

Quem sabe Hollywood não dê um jeito quando fizerem o filme? Ou talvez seja exatamente como os livros. Afinal a maioria das cenas são de sexo, não vão ter muito problema em seguir a risca o roteiro já contido no livro. Vâo ter que contratar atores pornôs. rsrs



Muito fácil fazer um romance com um cara rico e super bonito, ah mas não vamos colocar uma infância pobre e fodida para amenizar isso. Fácil a princesa ser branca, bonita, magra e de olhos claros. É aquele típico conto de fadas da modernidade, clichê e machista, qual a mulher depende do príncipe rico para fazê-la bem sucedida e feliz. O típico clichê da mulher que consegue consertar o homem ferrado, ou o "sonho" feminino de que o cara galinha mude por causa de você. Não me impressiona o fato de todas as pessoas que nâo gostaram do livro serem feministas, homens heteros ou bem resolvidas no assunto sexo/amor.

Todos os outros que gostaram e exaltaram a história em SUMA, são pessoas que desconhecem leituras melhores, são mal resolvidas ou não perceberam o quão clichê, machista e discriminatória são esses 3 livros. Por que não uma mulher negra? Ou pobre? Ou fora dos padrões de beleza? Ou um cara pobre? Ou mais velho?

Apenas como estilo erótico, o livro preenche os requisitos. Mas como romance deixa muito a desejar. Se você quiser aprender alguns truques na hora do sexo, ou se excitar, então leia. Se quer uma história como os bestsellers "A Cabana" " Anjos e Demônios" " O Diabo Veste Prada" " P.S. Eu te amo", entre outros, Vai passar raiva!

Enfim, eu NÃO RECOMENDO essa leitura, e se for assistir ao filme quando sair, espere para ver online, não vale a pena gastar seu dinheiro com essa leitura mais tosca que novela mexicana!!
Ah, não esqueça de deixar sua opinião se você leu os livros e se concordar com a postagem, compartilhe-a e evite que suas amigas percam tempo e a oportunidade de ler livros melhores.

Até a próxima resenha! E para os fãs, não fiquem bravos comigo, talvez se você ler a trilogia novamente com um pouco mais de crítica, vocês acabem concordando comigo. Beijos!

Cinema - American Hustle

terça-feira, 1 de abril de 2014

Ola galera, tudo bem? A postagem de cinema dessa semana é sobre um filme muito interessante, indicado ao Oscar desse ano em várias categorias. Nos Estados Unidos "American Hustle" e aqui no Brasil "Trapaça*, porque afinal se trata disso.

O filme não conseguiu nenhuma estatueta das 10 indicações, o que achei nem injusto, principalmente comparando com o também recordista de indicações "Gravidade", qual levou várias delas. Vai entender a a academia não é?

Mas minha opinião de amante da sétima arte, esse foi realmente um dos melhores filmes de 2013. Com uma estória bem humorada e roteiro bem escrito, entretem do início ao fim. É um daqueles filmes que fica na memória por um bom tempo, daqueles que torna-se um de seus favoritos, e você não cansa de tornar a assisti-lo.

E claro, o elenco, que elenco! Como sempre a linda e talentosa Jeniffer Lawrence arrasou no papel da esposa bipolar, Bradley Cooper que trabalhou com ela no filme "O Lado Bom da Vida" faz uma atuação fantástica, e o que falar dos atores Christian Bale e Amy Adams, um show de interpretação. Eu sinceramente não me lembro exatamente deles em outros filmes, porém, creio que não poderiam ter escolhido melhores para os personagens principais.

O enredo passa por tons de comédia, drama, romance e suspense. Uma trama bem desenvolvida fazendo com que o telespectador se sinta dentro da estória, e um final surpreendente que deixa você com aquele pensamento: nossa como não pensei nisso? Hehe...

Enfim, excelente, eu super recomendo. se você ainda não assistiu ou queira assistir novamente, eis abaixo o filme completo. Caso o player apresente algum problema avise pelos comentários. Bom filme!

Já curtiu?

Popular Posts

Pensamentos


"Seja feliz com o que você já tem. O resto se consegue com o tempo!"

Mariana Lüdi

"A pedra que no papel nem serve para desenhar uma reta, dentro d'água faz círculos perfeitos!"

Heráclito

"Só ha duas maneiras de viver a vida; a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse um milagre."

Albert Einstein

"Pois nada que valha a pena provar pode ser provado, nem tampouco refutado; portanto, sê sábio. Adere sempre ao lado mais ensolarado da duvida!"

Lord Tenysson


Amigos Leitores

 
"O mundo de Mari" © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions